Um mestre de capoeira da Bahia foi morto com 12 facadas por ter dito que votou no PT. A liberdade de opinião deve ser garantida nesse país em respeito ao cidadão, para que as pessoas não sejam agredidas pelo que pensam.

— Fernando Haddad 13 (@Haddad_Fernando) October 9, 2018